segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Votos de uma saída limpa...e uma entrada iluminada!!!


...e eu quero abraços, muitos!

"Não permitas que alguém retire o direito de te expressares,que é quase um dever.
Não abandones as ânsias de fazer da tua vida algo extraordinário.
Não deixes de acreditar que as palavras e a poesia podem mudar o mundo.
Aconteça o que acontecer a nossa essência ficará intacta. 
Somos seres cheios de paixão.
A vida é deserto e oásis.
Derruba-nos, ensina-nos, converte-nos em protagonistas de nossa própria história.
Ainda que o vento sopre contra, a poderosa obra continua:
tu podes tocar uma estrofe.
Não deixes nunca de sonhar, porque os sonhos tornam o homem livre."
Walt Whitman
Quando alguém parte, tem de deitar
ao mar o chapéu com as conchas
apanhadas ao longo do Verão,
e ir-se com o cabelo ao vento,
tem de lançar ao mar
a mesa que pôs para o seu amor,
tem de deitar ao mar
o resto de vinho que ficou no copo,
tem de dar o seu pão aos peixes
e misturar no mar uma gota de sangue,
tem de espetar bem a faca nas ondas
e afundar o sapato,
coração, âncora e cruz,
e ir-se com o cabelo ao vento!
Depois, regressará,
Quando?
Não perguntes.
(Ingeborg Bachmann)

Quero ver o mar que me descansa. Ficar  maravilhada soletrando sóis, árvores, amores intemporais, alegrias, saudades, poemas cheios de luz....
Balada del mar no visto

Quero distanciar-me de:
-Ladrões, gestores, criminosos , mentirosos, calculistas e gente estúpida em lugares de decisão.
Desejo no novo ano, que dentro do meu coração estejam o nome de todos os meus amigos:
-Os antigos e os mais recentes. Os de perto e os de longe. 
-Os que vejo a cada dia, e os que raramente encontro.
-Os sempre lembrados e os que às vezes ficam esquecidos.
-Os das horas difíceis, e os das horas alegres.
-Os que sem querer magoei ou sem querer me magoaram.
 -Aqueles que pouco me devem e aqueles a quem muito devo.
                     -Todos os que  passaram na minha vida.
                                   ....um ano LINDO!!!


Fausto Bordalo Dias Lembra-me um sonho lindo - Foi por ela - Ao longo de um claro rio de água doce ___…
YOUTUBE.COM


sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Do espírito de Dezembro...


Ninguém gosta mais do Inverno do que eu!!!...
Não me incomoda o frio, porque nos dá oportunidade de usar soberbos casacos, luvas, carapuços e cachecóis. Sem o Inverno, vai-se metade da piada de ter um belo guarda roupa. Depois, tem o Natal, tem as lareiras, as pessoas andam muito solidárias...muito caridosas, muitas festas, da empresa, da instituição, muito amor...(a rodos!) e muita harmonia. 
É de louvar.
Amigo

Mal nos conhecemos
Inaugurámos a palavra «amigo».

«Amigo» é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo,
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece,
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!
«Amigo» (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
«Amigo» é o contrário de inimigo!
«Amigo» é o erro corrigido,
Não o erro perseguido, explorado,
É a verdade partilhada, praticada.
«Amigo» é a solidão derrotada!
«Amigo» é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
«Amigo» vai ser, é já uma grande festa!
Alexandre O'Neill, in 'No Reino da Dinamarca'

“Eu não acredito em caridade. Eu acredito em solidariedade. Caridade é tão vertical: vai de cima para baixo. Solidariedade é horizontal: respeita a outra pessoa e aprende com o outro. A maioria de nós tem muito o que aprender com as outras pessoas.” 
(Eduardo Galeano)

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Divas___ Maria Callas.



Há coisas que eu gostava de dizer, mas... falta-me a inteligência das mulheres sedutoras e dos homens geniais...
É tanto o horror relativo ás vítimas da violência do mundo que não pode assimilar-se com a alma e a mente e a esperança, essa pequena luz que me empurra para continuar a andar por esta vida, sem justiça, onde muitos homens perderam a sua condição humana, onde a perversão está cada dia mais eficiente e cruel, gerando uma impotência sem limites, porque é muito difícil de manter, eu sinto muito, mas decidi tomar um pouco de "ar"...
... e voltar a ver o mundo com os olhos de CRIANÇA.


 dicembre 1923, a New York, nasceva Maria CALLAS, la Divina.

00:00 "Casta diva" Norma - Bellini 05:30 "Madame Butterfly" 09:57 "Sempre libera" La Traviata 13:58 "Sí, mi chiamano Mimí" 18:40 "O mio babino caro" Gianni S...
YOUTUBE.COM
ACONTECE-ME ÀS VEZES, E SEMPRE QUE ACONTECE...
Acontece-me às vezes, e sempre que acontece e quase de repente, surgir-me no meio das sensações um cansaço tão terrível da vida que não há sequer hipótese de acto com que dominá-lo.
Para o remediar o suicídio parece incerto, a morte, mesmo suposta a inconsciência, ainda pouco. É um cansaço que ambiciona,
não o deixar de existir — o que pode ser ou pode não ser possível —, mas uma coisa muito mais horrorosa e profunda, 
o deixar de sequer ter existido, o que não há maneira de poder ser.

Creio entrever, por vezes, nas especulações, em geral confusas, dos índios qualquer coisa desta ambição mais negativa do que o nada.
 Mas ou lhes falta a agudeza de sensação para relatar assim
o que pensam ou lhes falta a acuidade de pensamento para sentir assim o que sentem. O facto é que o que neles entrevejo não vejo. O facto é que me creio o primeiro a entregar a palavras o absurdo sinistro desta sensação sem remédio.

E curo-a com o escrevê-la. Sim, não há desolação, se é profunda deveras, desde que não seja puro sentimento, mas nela participe a inteligência, para que não haja o remédio irónico de a dizer.
Quando a literatura não tivesse outra utilidade, esta,
embora para poucos, teria.

Os males da inteligência, infelizmente, doem menos que
os do sentimento, e os do sentimento, infelizmente, menos
que os do corpo. Digo «infelizmente» porque a dignidade humana exigiria o avesso. Não há sensação angustiada do mistério que possa doer como o amor, o ciúme, a saudade, que possa sufocar como o medo físico intenso, que possa transformar como a cólera ou a ambição. Mas também nenhuma dor das que esfacelam a alma consegue ser tão realmente dor como a dor de dentes,
ou a das cólicas, ou (suponho) a dor de parto.
De tal modo somos constituídos que a inteligência que enobrece certas emoções ou sensações, e as eleva acima das outras,
as deprime também se estende a sua análise à comparação entre todas.
Escrevo como quem dorme, e toda a minha vida é um recibo por assinar.
Dentro da capoeira de onde irá a matar, o galo canta hinos à liberdade porque lhe deram dois poleiros.
BERNARDO SOARES
Livro do Desassossego Vol.I.
Fernando Pessoa

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Prazer(es)...


Com o cair da noite, o horizonte abre-se num brilho melancólico.
E assim é a vida: um caminhar de um momento de redenção para outro.
E talvez eu tenha de procurar muitas vezes a minha redenção
num bom pedaço de prosa, numa escultura, numa música, numa pintura, na singularidade da ... ARTE - que é meio caminho para fazer a travessia por este mundo com um mínimo de sanidade.

"...
Saúdo todos os que me lerem,
Tirando-lhes o chapéu largo
Quando me vêem à minha porta
Mal a diligência levanta no cimo do outeiro.
Saúdo-os e desejo-lhes sol,
E chuva, quando a chuva é precisa,
E que as suas casas tenham
Ao pé duma janela aberta
Uma cadeira predileta
Onde se sentem, lendo os meus versos.
E ao lerem os meus versos pensem
Que sou qualquer coisa natural —
Por exemplo, a árvore antiga
À sombra da qual quando crianças
Se sentavam com um baque, cansados de brincar,
E limpavam o suor da testa quente
Com a manga do bibe riscado.
..."
(Alberto Caeiro) 


"(...) A arte já não é capaz de conter a necessidade de absoluto. (...). Só no passado a arte está próxima do absoluto e só no Museu continua a ter valor e poder.
Ou então, desgraça mais grave, acabamos por reduzi-la a simples prazer estético ou auxiliar da cultura. Tudo isso é bem conhecido. É um futuro já presente.
No mundo da técnica, podemos continuar a enaltecer os escritores e a enriquecer os pintores, podemos prestar honras aos livros e enaltecer as bibliotecas; podemos reservar à arte um lugar porque é útil ou porque é inútil. (...)
Aparentemente, a arte não é nada se não for soberana."

Nunca a alheia vontade, inda que grata,
Cumpras por própria.
Manda no que fazes,
Nem de ti mesmo servo.
Ninguém te dá quem és.
Nada te mude.
Teu íntimo destino involuntário
Cumpre alto.
Sê teu filho.
Ricardo Reis
médico, nasceu no Porto, em 1887.

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Et voilá__não nos desiludam!!!...Serão estes um bom presente de Natal???



Boa sorte e não nos desiludam!
Há comentários e análises para todos os gostos: esperançados, descrentes, invejosos, ressabiados, frustrados, contraditórios, incoerentes, animados, furiosos…
Serão estes um bom presente de Natal???

Quase sem saber como, o Natal está à porta !...

"Não te mexas.
O futuro é perder o equilíbrio,
cair até bater no fundo
de uma insónia hora a hora
interrompida para respirar
à superfície da luz.
Não te mexas, ainda.
Não hesites, não assustes o sonho
pousado em teia sobre ti,
não agites as águas.
E talvez a vida se deixe
ficar à margem
com os seus dias armados de pedras.
(Inês Dias)
Faça-se o presépio:
Basta dar uma auréola a cada uma das figuras, embrulhar o Menino Jesus numa manta e fazer um narizinho bonitinho. E os pequenitos ficam encantados. Pois, que a Nossa Senhora é bonita, é uma figura feminina, o Menino é criança como eles e enfim...o imaginário da arte fala mais alto.
 Mas é estranho - apesar de alguma ênfase que tem regressado nos últimos anos- que o Menino Jesus, o aniversariante, ande tão esquecido no meio da equação.
Nada contra o bondoso S.Nicolau, transformado em Pai Natal criado pela Coca Cola (dizem...). Mas o Menino Jesus é o dono da festa. Ponto.
 Na terra onde nasci , não se falava em Pai Natal. O presente no sapatinho era invariavelmente obra do Menino Jesus. 

MARIA BETHANIA - POEMA DO MENINO JESUS - YouTube

https://www.youtube.com/watch?v=sTwcoBvA3nU
01/12/2012 - Carregado por Marcio Costa
MARIA BETHANIA - POEMA DO MENINO JESUS E O DOCE MISTERIO DA VIDA.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

A morte chegou, mas Cesariny estava destinado a vencê-la...(recordemo-lo)


Mário Cesariny de Vasconcelos ( 9 de Agosto de 1923  26 de Novembro de 2006) foi poeta e pintor, considerado o principal representante do surrealismo português.

Para não me perder no rodopio da banalidade quotidiana___ relembro hoje  Cesariny.
Há tantas coisas esquecidas a estalar debaixo dos pés. É talvez por isso que escrevo, que relembro, que partilho... Para abrandar a vida que perturba, que estraga e faz barulho.

"Haverá gente com nomes que lhes caiam bem. Não assim eu. [...] Como assim Mário como assim Cesariny como assim ó meu deus/ de Vasconcelos?
"Sou um homem/ um poeta/ uma máquina de passar vidro colorido". E também uma máquina de gerar confronto e polémica.
Desejou uma "daquelas mortes boas, em que uma pessoa se deita para dormir e nunca mais acorda". A morte chegou, mas Cesariny estava destinado a vencê-la.

Deste poeta-pintor sempre se pôde esperar o inesperado.


Pastelaria

Afinal o que importa não é a literatura

nem a crítica de arte nem a câmara escura

Afinal o que importa não é bem o negócio

nem o ter dinheiro ao lado de ter horas de ócio

Afinal o que importa não é ser novo e galante

- ele há tanta maneira de compor uma estante!

Afinal o que importa é não ter medo: fechar os olhos frente ao precipício

e cair verticalmente no vício

Não é verdade, rapaz? E amanhã há bola 

antes de haver cinema madame blanche e parola

Que afinal o que importa não é haver gente com fome 

porque assim como assim ainda há muita gente que come

Que afinal o que importa é não ter medo

de chamar o gerente e dizer muito alto ao pé de muita gente:

Gerente! Este leite está azedo!

Que afinal o que importa é pôr ao alto a gola do peludo

à saída da pastelaria, e lá fora - ah, lá fora! - rir de tudo

No riso admirável de quem sabe e gosta

ter lavados e muitos dentes brancos à mostra

Mário Cesariny, in "Discurso Sobre a Reabilitação do Real Quotidiano"

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Chic a valer, lá diria Dâmaso!...Eça de Queiroz, um vulto da literatura portuguesa.

Eça de Queiroz______Nasceu na Póvoa do Varzim a 25 de Novembro de 1845.
Um dos nomes mais importantes da literatura portuguesa. Notabilizou-se pela originalidade e riqueza do seu estilo e linguagem, nomeadamente pelo realismo descritivo e pela crítica social constantes nos seus romances.
______A importância do vestir honesto, segundo Eça de Queiroz______
"De resto, pelo que tinha visto, as mulheres em Lisboa cada dia se vestiam pior! Era atroz! Não dizia por ela; até aquele vestido tinha chique, era simples, era honesto.
Mas em geral era um horror. Em Paris! Que deliciosas, que frescas as toilettes daquele verão!"
"in, O Primo Basílio"
Eça foi, como disse Jacinto Prado Coelho "mais analista social do que psicólogo (...) ironizou Portugal porque muito o amava e o queria melhor"
"As Farpas, Eça de Queiroz
O país perdeu a inteligência e a consciência moral. Os costumes estão dissolvidos, as consciências em debandada, os caracteres corrompidos. A prática da vida tem por única direcção a conveniência. Não há princípio que não seja desmentido. Não há instituição que não seja escarnecida. Ninguém se respeita. Não há nenhuma solidariedade entre os cidadãos. Ninguém crê na honestidade dos homens públicos. Alguns agiotas felizes exploram. A classe média abate-se progressivamente na imbecilidade e na inércia. O povo está na miséria. Os serviços públicos são abandonados a uma rotina dormente. O desprezo pelas ideias aumenta em cada dia. Vivemos todos ao acaso. Perfeita, absoluta indiferença de cima a baixo! Toda a vida espiritual, intelectual, parada. O tédio invadiu todas as almas. A mocidade arrasta-se envelhecida das mesas das secretarias para as mesas dos cafés. A ruína económica cresce, cresce, cresce. As quebras sucedem-se. O pequeno comércio definha. A indústria enfraquece. A sorte dos operários é lamentável. O salário diminui. A renda também diminui. O Estado é considerado na sua acção fiscal como um ladrão e tratado como um inimigo."

É um livro essencial para compreendermos este nosso país e para nos apercebermos da falta de originalidade que nos persegue desde o séc. XIX, uma vez que as críticas ferozes que Eça e Ortigão fazem nesta obra, mantêm-se, agravam-se, perpetuam-se...

terça-feira, 24 de novembro de 2015

O vermelho de Egon Schiele___ em dias de nuvens negras!!!



A arte é parte fundamental de uma sociedade de cidadãos livres, com sonhos e esperança.
Quando nuvens negras atormentam, toda a Europa e o meu país em especial.
Quando a tragédia espreita a vida, o ver­me­lho de Egon Schi­ele ...




Schiele quis chocar? Quis chamar a atenção para problemas sociais? Foi obcecado por sexo? Muito provavelmente, um pouco dos três.



Todo o tempo é de poesia
Desde a névoa da manhã
à névoa do outo dia.

Desde a quentura do ventre
à frigidez da agonia

Todo o tempo é de poesia

Entre bombas que deflagram.
Corolas que se desdobram.
Corpos que em sangue soçobram.
Vidas qua amar se consagram.

Sob a cúpula sombria
das mãos que pedem vingança.
Sob o arco da aliança
da celeste alegoria.

Todo o tempo é de poesia.

Desde a arrumação ao caos
à confusão da harmonia.

António Gedeão, "Poesias completas"
Cavacabou-se _ fim da espera )
OBS: o desfecho cavacal deu-se no dia em que se comemora o 41º Aniversário da descoberta do fóssil Lucy (com 3,2 milhões de anos)...os australopitecos não têm. nenhuma culpa, verdade!

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Flores para o SR. PRESIDENTE____ a um morto não se nega nada!



Deixem lá ver se eu percebo: o governo de António Costa não dá garantias a Cavaco mas... o de Passos dava?


ANTES QUE DIGAM QUE AQUELA COISA QUE DÁ PELO NOME DE "P. R. " VAI OUVIR AS FLORES  DO CAMINHO, AQUI ESTÃO ELAS À PORTA PARA SEREM ESCUTADAS.

A um morto nada se nega. A seguir já pode ir de burro.
Comments
Nunca esteve tão opereta esta coisa como agora, opereta de má qualidade porque também há das outras...é uma COISA!!!

Humildemente costureirinha antevejo:
Recebida a carta que o PS lhe enviou, como já é do conhecimento geral, e cujo teor o Presidente da Republica já adivinhava, irá convocar, como última encenação, o Conselho de Estado, e depois indigitar um governo de iniciativa presidencial. E isto tudo porque um homem que está cercado, e que percebeu que errou, é um homem irracional e imprevisível. Sou muito teimosa nas minhas visões, pois tenho uma ideia de como se comporta a mente de Cavaco Silva. Continuo a dizer que Sua Exorbitância, será tão teimoso como eu, porém, com uma diferença; ele engalfinhado na sua caricatura de déspota esclarecido, enquanto eu, não vou além da minha modesta visão, que caso não se confirme, cá estarei para me penitenciar.


As mãos pressentem a leveza rubra do lume
repetem gestos semelhantes a corolas de flores
voos de pássaro ferido no marulho da alba
ou ficam assim azuis
queimadas pela secular idade desta luz
encalhada como um barco nos confins do olhar

ergues de novo as cansadas e sábias mãos
tocas o vazio de muitos dias sem desejo
e o amargor húmido das noites e tanta ignorância
tanto ouro sonhado sobre a pele tanta treva
quase nada
Al Berto, "O medo"


domingo, 22 de novembro de 2015

impertinências...cá do salão!


Um  Santo dos nossos tempos disse que devemos dar graças quando nos tiram do sério, porque tudo isso contribui para a nossa purificação e aperfeiçoamento. Será?

"Assim como lavamos o corpo, deveríamos lavar o destino, mudar de vida, como mudamos de roupa - não para salvar a vida, como comemos e dormimos, mas por aquele respeito alheio por nós mesmos, a que propriamente chamamos asseio."
(Bernardo Soares)


À estrada, à estrada !,  ainda não nos livrámos do laranjal.

A lesma do SR: Aníbal Cavaco  "anda a encanar  a perna à rã" , há 49 dias!
Ouvi dizer que  o tempo que gastou, não foi propriamente a auscultar pareceres, mas sim a fazer diligências e a desenvolver contactos para a criação de um governo de iniciativa presidencial. Se assim foi, Sua Impertinência excedeu-se e optou por entrar nos domínios da ilegalidade constitucional.


Lavando a alma do lado cruel da Humanidade 

José Gomes Ferreira, Por que é que este sonho absurdo...
Por que é que este sonho absurdo
a que chamam realidade
não me obedece como os outros 
que trago na cabeça?
Eis a grande raiva!
Misturem-na com rosas
e chamem-lhe vida.



The beatles siiii!
YOUTUBE.COM

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Coisas da vida e da vaidade...


A imaginação pode ser saudável....
DAR-SE
dar-se 
entregar-se
o querer no outro transformar-se

cegueira esplêndida esta
vitória álacre e suma desgraça.
Allen Jones, Dancers

Qual será a preocupação desta sociedade que tanto banaliza?
Acho que chegamos a um nível de exagero preocupante...
O que é que Portugal tem, para além de um demente em Belém?

Tem sofrimento puro e duro, preocupante.Tem  redes sociais que são um livro aberto da vida e da alfabetização. Nelas poderemos encontrar histórias completas feitas em fotografia, tal e qual um romance . A diferença essencial é que um romance contado a palavras escritas, com muitas páginas, vírgulas e pontos finais, transmitido em arte literária, ganha contornos de obra prima, cultura e sabedoria. 
 Oh!, verdadeiras causas que a história lembrará.
Troco:
- Jornais antigos com notícias de dias melhores
- Flores secas de pétalas sonolentas
- Livros lidos que subiram ao coração
- Tardes de domingo com cheiro a pinheiros bravos
- Flauta que só toca vogais
Aceito:
Bicicleta em bom estado, que me faça pedalar com alegria, ver as coisas em perspectiva e, sobretudo, me faça continuar a acreditar que é bom viver neste mundo, apesar de tudo o que nós humanos fazemos uns aos outros.



... a imaginação, não é CENSURÀVEL !


Video clip
YOUTUBE.COM

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

novidades...de um país ao abandono!



HELLO!!!


Os malandros dos portugueses___vivem acima das suas possibilidades!!!

Posso fazer um estudo a dizer que as formigas andam para a frente?



A conclusão já não surpreende: Portugal é dos países da zona euro com o salário médio mais baixo, ocupando o 12º lugar entre quinze países analisados.
24.SAPO.PT|DE ECONOMICO

A escravização do trabalho em Portugal prossegue de uma


forma imparável. Portugal no seu pior!!! 

Ex.mo Sr. Presidente da República Portuguesa, Sr. Primeiro Ministro, afinal "O Pacto de Estabilidade", para a guerra pode não ser cumprido, para empobrecer um povo da União Europeia, tem de ser cumprido. Pois é Sr. Presidente continue a ouvir os senhores dos negócios, esqueça os portugueses que votaram para eleger os deputados. Aposte na divisão da esquerda, que ainda pode ter uma resposta à altura da sua arrogância e antipatriotismo.
E não feche os olhos, não olhe para o lado!!!

De visita ao Líbano, onde foi conhecer as escolas para crianças sírias criadas pelo Serviço Jesuíta aos Refugiados que receberão os fundos angariados na…
VISAO.SAPO.PT

A história da humanidade é um desastre contínuo.
(José Saramago)